A Utopia - Núcleo Português da Arte Fantástica teve o seu início dia 1 de Abril de 2008 utopia.npaf@gmail.com
966327268

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Terra formação 60x81 cm Mista sobre tela 2016


Esta ideia está cada vez mais perto de se realizar num dos mais próximos planetas da Terra, talvez Marte seja o primeiro. Isto é, fazer de um planeta não habitável, num planeta habitável para os seres humanos, para tal é preciso criar condições para que a água líquida se desenvolva e se conserve no planeta, que as plantas cresçam e se fixem naquelas paragens para aumentar o oxigénio na sua atmosfera e também para alimentação dos humanos e animais. Depois da água se fixar e o ar se desenvolva no planeta, então nessa altura os humanos poderão coloniza-lo e criar aí cidades e dessa forma a humanidade pode continuar a sua evolução e propagação da espécie pelo universo. 
O quadro representa os diversos elementos necessários á terra formação, a água, as plantas e por fim o ovo ou o gérmen da vida, que se deslocam pelo espaço cósmico em direcção ao planeta a ser intervencionado.          
 
 

domingo, 3 de dezembro de 2017

A humanidade do futuro 60x80 cm Acrílico sobre tela 2017


Estando a humanidade em contínua evolução, o seu futuro decerto não será como agora. Com o avanço da ciência e da tecnologia, já se conseguiu reproduzir seres a partir da substituição do núcleo original de um óvulo pelo núcleo de uma célula mamária. Isso resultou num ser geneticamente idêntico à doadora da célula da glândula mamária. Se isto é possível em animais também o será em humanos, é só uma questão de tempo. Mais ainda, com a utilização cada vez maior de próteses biomecânicas e outras tecnologias, a humanidade virá a ser no futuro um autêntico Cyborg.  
Sendo assim, o homem deixa de ser necessário para a reprodução e portanto termina a sua existência, fazendo com que no futuro só existam mulheres e também muitas delas serão bio máquinas e com o desenvolvimento da inteligência artificial tudo no futuro será diferente. Esta é a ideia que representa o quadro. 
 

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

A nave da panspermia 100x100 cm Acrílico sobre tela 2017



Este quadro remete-nos para uma ideia, a panspermia, que surgiu pela primeira vez no século V a.C., na Grécia, por um tal Anaxágoras, e que foi colocada novamente em evidência no século XIX por Hermann von Helmholtz, no ano de 1879. A panspermia baseia-se na ideia de que a vida chegou à Terra vinda do espaço em meteoritos que abrigavam formas de vida primárias. A ciência actual diz que já foram encontrados microorganismos em meteoritos e suficientemente resistentes para viajar pelo espaço.
Portanto foi a partir desta hipótese e de outras ideias que tenho desenvolvido que realizei esta obra, mostrando que a vida na Terra pode ter surgido vindo algures do espaço em algum calhau ou mesmo, numa nave de alguma civilização inteligente que possa ter habitado algum lugar no cósmica. Assim, se alguns seres inteligentes chegaram à Terra, quando ainda esta estava em formação, isso quer dizer que a humanidade já existia, porque para mim, humanidade é todo o ser evoluído física e tecnologicamente, senciente e consciente, tenha ou não a mesma forma corpórea que os humanos terrestres.

O princípio da incerteza 140x70 cm Acrílico sobre tela 2017



É uma das ideias da física quântica, o princípio da incerteza, e é também um dos aspectos mais conhecidos da física do século XX, que consiste num enunciado da mecânica quântica, formulado em 1927 por Werner Heisenberg.
Um código de barras representa sempre um determinado produto ou coisa, mas no mundo quântico, existe sempre uma incerteza em determinar onde se encontra uma partícula, em que posição, qual o seu movi...mento ou trajectória e a que velocidade se desloca. Foi por isso que representei um código de barras no quadro, para mostrar a diferença entre um conceito e o outro.
A obra mostra também uma figura sentada numa cadeira e uma outra igual em baixo, ondulando no meio dos pés da mesma. Estas figuras representam uma e mesma partícula subatómica, que tanto pode ser partícula como onda, sempre que ela o queira. Em mecânica quântica diz-se dualidade onda-partícula e tudo isto acontece num espaço e tempo que não existem, daí, as peças de relógio desmanteladas representarem o tempo que não existe.


 

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

quinta-feira, 14 de julho de 2016

A exposição Quantum Universos Paralelos, vai continuar até AGOSTO

 
A realidade não é o que vemos, mas sim o que pensamos.
Porque a visão é uma interpretação da mente, por isso, a realidade é pensamento e memórias.
A exposição Quantum Universos Paralelos, vai continuar até AGOSTO, por isso pode visita-la no horário habitual, não esquecendo que se entra pela porta principal do Palácio dos Aciprestes, que fica do lado contrario ao jardim e precisa tocar a campainha.
Avenida Tomás Ribeiro 18 – Linda-a-Velha – Oeiras – Portugal
 
 

segunda-feira, 4 de julho de 2016

segunda-feira, 20 de junho de 2016

ESPERAMOS POR SI IS ROP SOMAREPSE

 
QUANTUM UNIVERSOS PARALELOS
23 junho - 21 horas - quinta-feira – Palácio dos Aciprestes
Avenida Tomás Ribeiro 18 – Linda-a-Velha – Oeiras – Portugal
Exposição de arte – desenho, pintura, escultura – até 12 julho 2016
 
 
 
01000001 00100000 01110010 01100101 01100001 01101100 01101001 01100100 01100001 01100100 01100101 00100000 01101110 11100011 01101111 00100000 11101001 00100000 01101111 00100000 01110001 01110101 01100101 00100000 01110110 01100101 01101101 01101111 01110011 00101100 00100000 01101101 01100001 01110011 00100000 01110011 01101001 01101101 00100000 01101111 00100000 01110001 01110101 01100101 00100000 01110000 01100101 01101110 01110011 01100001 01101101 01101111 01110011 00101110 00100000 01010000 01101111 01110010 01110001 01110101 01100101 00100000 01100001 00100000 01110110 01101001 01110011 11100011 01101111 00100000 11101001 00100000 01110101 01101101 01100001 00100000 01101001 01101110 01110100 01100101 01110010 01110000 01110010 01100101 01110100 01100001 11100111 11100011 01101111 00100000 01100100 01100001 00100000 01101101 01100101 01101110 01110100 01100101 00101100 00100000 01110000 01101111 01110010 00100000 01101001 01110011 01110011 01101111 00101100 00100000 01100001 00100000 01110010 01100101 01100001 01101100 01101001 01100100 01100001 01100100 01100101 00100000 11101001 00100000 01110000 01100101 01101110 01110011 01100001 01101101 01100101 01101110 01110100 01101111 00100000 01100101 00100000 01101101 01100101 01101101 11110011 01110010 01101001 01100001 01110011 00101110
 
 
 
 
 

quantum universos paralelos


Quantum Universos Paralelos exposição de desenhos, pinturas e esculturas

 
 
 
PRÓXIMA EXPOSIÇÃO
Inauguração 23 junho 21 horas quinta-feira
Palácio dos Aciprestes (Fundação Marquês de Pombal)
Av. Tomás Ribeiro nº 18 - Linda-a-Velha
 
Quantum Universos Paralelos
exposição de desenhos, pinturas e esculturas.
Patente a té 12 de julho de 2016
 
Horário
Segunda a Sexta: 10h00 – 18h00
Sábados, Domingos e Feriados: de acordo
com eventos calendarizados
 
Telefones
21 415 81 60/ 1/ 2/ 3/ 4
Email
geral@fmarquesdepombal.
Quantum Universos Paralelos
Quantum é o plural de quanta, que é o menor valor que certas grandezas físicas como o átomo ou o electrão é por isso um conceito fundamental na física e mecânica quântica. Os universos ou mundos paralelos, são possíveis universos que existem paralelamente ao nosso, assim, além destes, refiro também os que não são perceptíveis pelos nossos sentidos mas que fazem parte de nós. Isto é, além do nundo físico existe o mundo da mente, o mundo quântico, o energético, o micro e o macrocosmos e muito mais.
Assim o ser humano como todos os seres, são compostos por quatro mundos ou corpos fundamentais, o físico, o mental, o quântico e o energético.
É relacionado com esta introdução, que apresento nesta exposição um conjunto de obras plásticas, mostrando deste modo uma nova e diferente abordagem sobre o tema, Quantum Universos Paralelos.
Estes mundos ou universos são representados nas obras, desenhos, pinturas e esculturas, através do grafismo, das cores, dos volumes. São trabalhos com representação figurativa e com profundo simbolismo, tratados de forma fantástica ou surreal representando ideia, pensamento, teorias e conceitos filosóficos desenvolvidos por mim ao longo de anos de estudo baseados em tratados científicos, filosóficos e religiosos tentando deste modo desmistificar certos conceitos existentes
 
Performance
 
Nome da atuação: “A pureza da escuridão”
Coreografa: Joana Completo
Bailarinas: Joana Completo & Inês Filipa
 
Sinopse da atuação:
A escuridão associada à máscara que vive junto da harmonia, da simplicidade e dos afetos quer se desprender do desconhecido, da incerteza e da rigidez humana. A descoberta do mundo faz-se através dos laços de outrem, de imagens retidas no interior do “eu”, e da coerência do movimento que as musicas sugerem através de ritmos, compassos e pausas.
O medo da escuridão vive no corpo de quem não tem a máscara, mas cedo o pensamento entende que o esconderijo interno pretende praticar o bem, e realçar a pureza da escuridão.
 
Site Profissional da Coreografa: http://www.facebook.com/JComplas
 
 
 

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Exposição Luso-American Surrealismo of the 21st Century no Latino Art Museum em Los Angeles, Califórnia, EUA, de 4 a 27 de Dezembro de 2014

 

Vou participar na Exposição Luso-American Surrealismo of the 21st Century no Latino Art Museum em Los Angeles, Califórnia, EUA, de 4 a 27 de Dezembro de 2014.

Participam os artistas France Garrido, Victor Lages, Kd Matheson, Santiago Ribeiro, Shahla Rosa, Olga Spiegel e Francisco Urbano, entre outros artistas locais.

Organizada por Shahla Rosa.

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Outro Lado - Victor Lages e Luís Fernandes




“OUTRO LADO”

É comum nos trabalhos de Victor Lages e de Luís Fernandes, haver uma intenção no que pretendem transmitir através das obras que realizam, sendo que nem sempre é óbvia a relação entre o que se vê e o que se pretende dizer. Por isso “OUTRO LADO”.

Os trabalhos de Victor Lages, desenho e pintura, são reflexões sobre a vida e a humanidade, com as suas crenças, mitologias e filosofias ou pensamentos visionários, onde normalmente a figura humana está presente, e também a fantasia onírica que imprime às obras que realiza, com recurso a várias técnicas e materiais, sendo as suas pinturas uma extensão material do seu pensamento.

Quanto a Luís Fernandes as suas esculturas, realizadas em vários materiais, pedra, madeira ou cimento, transmitem de alguma forma fantasia que por vezes é irónica e, de forma simbólica e figurativa, abordam temas sociais e suscitam interrogações existenciais, sendo que para si a escultura é a materialização da consciência.

Portanto, temos nesta exposição a Pintura e por “OUTRO LADO” a Escultura, fazendo deste modo uma exposição de artes plástica, num equilíbrio visual, que se pretende do agrado de quem a visite.

Um Agradecimento à Artiset – Associação de Artistas Plásticos de Setúbal, pelo convite para expormos na agradável Galeria da Casa da Cultura de Setúbal.
 

Título da exposição
“OUTRO LADO”

Participantes
VICTOR LAGES e LUÍS FERNANDES

Local
CASA DA CULTURA DE SETÚBAL
Rua Detrás da Guarda, n.os 26 a 34
2900-347 Setúbal
Tel.: 265 236 168 | 915 721 909
casacultura@mun-setubal.pt

Data
13 de Dezembro de 2013 a 8 de Janeiro de 2014

Horário
De terça a quinta-feira, das 10h00 às 24h00
Sexta-feira e sábado, das 10h00 à 01h00
Domingo, das 10h00 às 20h00

 

 

 

 

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

International surrealism now Casa Roque Gameiro 30 de Novembro de 2013 a 25 de Janeiro de 2014




A exposição pode ser visitada de 3ª a Sábado - 10h00-12h30 e 14h00 - 17h30m,
de 30 de Novembro de 2013 a 25 de Janeiro de 2014.

Casa Roque Gameiro
Praceta 1º de Dezembro, 54 - Venteira
2700-668 Amadora
Telefone: 214 928 054/ 5 

terça-feira, 26 de novembro de 2013

“INTERNATIONAL SURREALISM NOW” CASA ROQUE GAMEIRO na Amadora

“INTERNATIONAL SURREALISM NOW”
CASA ROQUE GAMEIRO na Amadora
De 30 de Novembro a 25 de Janeiro de 2014, a Casa Roque Gameiro acolhe a “International Surrealism Now”, de Santiago Ribeiro. O evento conta com obras de 28 países, na Amadora, periferia de Lisboa. A inauguração está prevista para as 16 horas de 30 de Novembro de 2013. Haverá uma performance de dança com Joana Completo e Luís Figueiredo.    
Surrealism Now
International Surrealism Now é um projecto do pintor surrealista Santiago Ribeiro, que se tem dedicado à promoção do surrealismo do século XXI, através de exposições pelo mundo.  
A International Surrealism Now começou em Coimbra em 2010, onde Santiago Ribeiro preparou uma grande exposição organizada pela Fundação Bissaya Barreto. Este evento, já esteve em Conímbriga, no 50 º aniversário do Museu Monográfico de Conimbriga (segundo museu mais visitado de Portugal), organizado por Santiago. Esteve em Paris com o apoio da GAPP- Galeria de Arte Portugal Presente e Liba WS, organizado uma vez mais pela Fundação Bissaya Barreto e Santiago Ribeiro, em Madrid como apoio de Yamal Din.
Santiago Ribeiro pediu a parceria do artista plástico Victor Lages, que tem desenvolvido o projecto Utopia de Arte Fantástica, com o propósito de este organizar exposições na região de Lisboa, o que já aconteceu na Casa da Cultura de Setúbal, no cento de Lisboa na Galeria da Caixa de Crédito Agrícola, também na
Casa da Cultura Jaime Lobo e Silva na Ericeira e na Fellini Gallery em Berlim, com “Surrealismo Português do Século XXI” e agora na Casa Roque Gameiro na Amadora.
A International Surrealism Now conta neste momento com artistas de 28 países, Alemanha, Austrália, Áustria, Azerbaijão, Bélgica, Brasil, Canadá, Chile, China, Espanha, EUA, Filipinas, França, Holanda, Indonésia, Inglaterra, Irão, Islândia, Itália, Japão, México, Nova Zelândia, Polónia, Portugal, Roménia, Rússia, Sérvia, Ucrânia, Vietname.           
A exposição é composta com obras de desenho, pintura, fotografia, arte digital e escultura onde participam artistas reconhecidos internacionalmente.
Artistas participantes
Acácio Cainete / Portugal, Ana Neamu / Roménia, Anna Plavinskaya / Rússia, Andrew Baines / Austrália, Brigid Marlin / Inglaterra, Daila Lupo / Itália, Dan Neamu / Roménia, Daniel Hanequand / Canadá, Daniele Gori / Itália, Edgar Invoker / Rússia, Egill Eibsen / Islândia, Erik Heyninck / Belgica, Farhad Jafari / Irão, Firmo Silva / Portugal, Flavio Caporali / Brasil, France Garrido / EUA, Francisco Urbano / Portugal, Gromyko Semper / Filipinas, Héctor Pineda / México, Hélio Cunha / Portugal, Hugues Gillet / França, Isabel Meyrelles / Portugal, Joana Completo / Portugal, João Carvalho / Portugal, Jorge Moreira / Portugal, Keith Wigdor / EUA, Konstantin Shahanov / Rússia, Leo Plaw / Alemanha, Liba WS / França, Ludgero Rolo / Portugal, Luís Athouguia / Portugal, Luís Fernandes / Portugal, Lv Shang / China, Maciej Hoffman / Polónia, Magi Calhoun / EUA, Maria Aristova / Rússia, Martina Hoffman / Alemanha, Mehriban Efendi / Azerbaijão, Naiker Roman / Espanha, Nazareno Stanislau / Brasil, Octavian Florescu / Roménia, Oleg korolev / Rússia, Olga Spiegel / EUA, Otto Rapp / Austria, Paula Rosa / Portugal, Pedro Diaz Cartes / Chile, Rudolf Boelee / Nova Zelândia, Rui Silvares / Portugal, Santiago Ribeiro / Portugal, Sergey Tyukanov / Rússia, Shahla Rosa / EUA, Shoji Tanaka / Japão, Shan Zhulan / China, Sio Shisio / Indonésia, Slavko Krunic / Sérvia, Sônia Mena Barreto / Brasil, Steve Smith / EUA, Svetlana Kislyachenko / Ucrânia, Ton Haring / Holanda, Victor Lages / Portugal, Vu Huyen Thuong / Vietname, Yamal Din / Espanha, Yuri Tsvetaev / Rússia, Zoran Velimanovic / Sérvia.
Entre os artistas participantes destaca-se Isabel Meyrelles nascida em Matosinhos 1929. Estudou Escultura com os Mestres Américo Gomes e António Duarte. Fixou residência em Paris em 1950, prosseguindo os estudos na Université René Descartes – Paris V-Sorbonne e l’École Nationale Supérieure des Beaux-Arts. Em 1952 estudou Escultura com Mestre Zadkine na «Grande-Chaumière» em Paris. Fez e faz parte do movimento surrealista, que ela considera imortal. O surrealismo francês (cujo motor foi André Breton), Isabel acompanhou todos, por exemplo o seu amigo Triston Tzara, mas sem deixar o movimento surrealista português, convivendo em amizade com António Pedro, O’Neill, Cesariny, Cruzeiro Seixas, entre outros e também com Eugénio de Andrade e Natália Correia, visto ter publicado vários livros. A poesia faz pois, parte integrante da sua vida.
Isabel Meyrelles foi galardoada Comendadora da Ordem de Santiago da Espada, pelo Presidente da República portuguesa.
Casa Roque Gameiro
Foi construída na Amadora, entre 1898 e 1901, esta vivenda foi edificada para habitação do pintor aguarelista Alfredo Roque Gameiro e de sua família. Encontra-se actualmente aberta ao público e podem ser visitadas algumas das salas decoradas com azulejos de Bordalo Pinheiro, bem como exposições temporárias e ainda dispõe de uma biblioteca.  
A Casa Roque Gameiro é uma das mais notáveis referências do património histórico e cultural do Concelho da Amadora.
Informações práticas
A exposição pode ser visitada de 3ª a Sábado - 10h00-12h30 e 14h00 - 17h30m,
de 30 de Novembro de 2013 a 25 de Janeiro de 2014.
Casa Roque Gameiro
Praceta 1º de Dezembro, 54 - Venteira
2700-668 Amadora
Telefone: 214 928 054/ 5